Varizes.

Conheça as diversas formas de Tratamento para Varizes

Varizes

Varizes são veias dilatadas, insuficientes e com tortuosas que costumam afetar principalmente a região das pernas e dos pés. Normalmente atinge mulheres, mas podem afetar homens também. Os vasinhos (variações mais leves de varizes) e varizes são uma preocupação apenas estéticas para algumas pessoas, porém para outras elas podem causar dor e incômodo.

Existem diversas formas de tratamento para varizes e normalmente após a veia ser tratada, dificilmente ela retornará. O que pode ocorrer é que novos vasos podem se formar, em virtude do retorno do sangue para o coração. Então, uma mudança nos hábitos é essencial para que ocorra a transição do sangue de maneira apropriada e não haja a dilatação de outros vasos. Algumas mudanças positivas incluem: a perda de peso, a prática de atividade física, a ingestão indicada de água e o uso de meia elástica compressiva recomendada pelo médico.

Confira os diversos tratamentos para varizes:

Remédios de Farmácia

Existem vários remédios de farmácia que normalmente possuem hesperidina e diosmina, flavonoides que agem sobre as veias do sistema circulatório, elevando o tônus venoso e reduzindo a sua distensibilidade, causando uma melhora na circulação. Intensificam a resistência dos capilares e melhoram a microcirculação pois normalizam a permeabilidade, resultando na redução do inchaço de origem venosa. Elevam a drenagem linfática e o número de linfáticos funcionais, proporcionando uma eliminação maior do líquido intersticial.

Então, os remédios para varizes reduzem os sintomas ligados a doença, o aparecimento de úlceras e dor. Confira alguns remédios utilizados no tratamento de varizes:

  • Perivasc;
  • Daflon 500;
  • Flavenos;
  • Diosmin;
  • Velunid;
  • Flavonid;
  • Venaflon.

Escleroterapia a Laser

Mão com um laser apontado para a perna de uma pessoa deitada.

É um procedimento para diminuir e eliminar vasos pequenos e médios que surgem nas bochechas, nariz, pernas e tronco. O tratamento a laser costuma ser mais caro que as outras opções de tratamento, por não ser um tratamento invasivo, e pode apresentar resultados satisfatórios já nas primeiras sessões dependendo da quantidade de vasos para serem tratados.

É um procedimento rápido, de 20 a 30 minutos por sessão e não causa tanta dor se comparar com os outros tratamentos. Após é preciso evitar a exposição ao sol e usar filtro solar, para evitar manchas na região tratada.

Escleroterapia com Espuma

Mãos aplicando uma injeção nas varizes.

A espuma (polidocanol com concentrações de 1 a 3% misturado ao ar), é uma mistura injetada nos vasos de até 4 milímetros. A espuma promove um processo inflamatório na parede interior do vaso, gerando um fechamento da veia, o que impede a circulação do sangue. Sem sangue, o vaso perde a sua coloração e passa a ser invisível a olho nu. Apenas uma aplicação é necessária para se obter esse efeito.

O procedimento dura cerca de 30 minutos e pode causar um pouco de dor, em virtude da picada da agulha, o número de sessões varia por causa da quantidade de vasinhos. É indicado um intervalo de 5 dias entre elas.

Escleroterapia com Glicose

Mãos aplicando uma agulha sobre as varizes.

A glicose atua de forma similar a espuma, nas concentrações altas (75%), gera uma reação inflamatória no vaso, encostando e fundindo as paredes internas, o que impede a passagem do sangue. Ela também pode ser injetada na concentração de 50% misturada com outras substâncias (Sotradecol, Polidocanol, Variglobin, Etamolin e Glicerina cromada) e geram os mesmos efeitos, só dependem da escolha do médico e da sua experiência.

A principal vantagem da glicose é que ela é bem aceita pelo organismo, pois é uma substância que não causa efeitos colaterais, coceiras, irritação ou alergias. A escleroterapia com glicose é recomendada principalmente para vasinhos menores que 2 milímetros. A picada e a introdução da agulha geram um pouco de dor, mas nada insuportável, e pode ser utilizado um anestésico tópico. O número de sessões varia de acordo com a quantidade de vasinhos. O procedimento deve ser evitado por diabéticos, pois pode causar picos de glicemia.

Radiofrequência

Cirurgia de radiofrequência.

Esse procedimento é recomendado para vasos mais calibrosos. O método consiste na inserção de uma fibra ótica no vaso, e sua extremidade emite uma energia que queima o vaso por dentro. Além disso, é realizada uma tumefação, processo em que ocorre uma separação do vaso das estruturas circundantes por meio de injeções de soro fisiológico.

É um procedimento rápido, dura cerca de 1 hora, pois não há a retirada da veia e o repouso é de apenas 2 dias. É necessário fazer apenas uma sessão para solucionar o problema e as chances de transtornos são menores já que a manipulação é menor.

Cirurgia Tradicional

Cirurgia tradicional de varizes.

Nesse método, é feita a retirada do vaso. A cirurgia dura em média 2 horas e é realizada no hospital. É preciso ficar em repouso por 15 dias e evitar exercícios físicos por pelo menos 1 mês. Além disso, é recomendado evitar pegar sol e utilizar meias elásticas de compressão indicadas pelo médico. A cirurgia possui alguns riscos, como embolia pulmonar e trombose nevosa profunda.

Cirurgia com Endolaser

Cirurgia com endolaser.

A cirurgia com endolaser é mais complexa, portanto deve ser feita no hospital e o paciente pode ir embora no mesmo dia. É feita a introdução de uma sonda na veia a ser ressecada e a sonda dispara energia luminosa, o que cauteriza o vaso. O procedimento dura cerca de 2 horas e é realizado apenas uma aplicação. É recomendado para casos de varizes calibrosas, como a veia safena.

Normalmente, pode-se voltar ao trabalho de 2 a 3 dias após a cirurgia, porém, em casos de vasos mais calibrosos, é indicado até 15 dias de repouso.

Cremes, Pomadas e Loções

Mulher sentada com um pouco de creme em uma das pernas.

Especialistas explicam que o uso de pomadas, loções e cremes servem para o tratamento dos sintomas: dor e inchaço. A recomendação nesse caso é o uso de meias elásticas de compressão e a medida da meia deve ser indicada pelo médico de cada caso, que fará a análise do problema e as medidas do paciente.

Atenção

Remédios para varizes durante a gravidez só devem ser tomados com recomendação médica, perante suas indicações e de forma cuidadosa para não prejudicar o desenvolvimento do bebê. A cirurgia é contra-indicada durante a gravidez!

Post criado 6

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Comece a digitar sua pesquisa acima e pressione Enter para pesquisar. Pressione ESC para cancelar.

De volta ao topo